O escritório Kravchychyn Advocacia e Consultoria, representado por sua sócia, dra Gisele Lemos Kravchychyn, participou no dia 22/09/2016, do julgamento do primeiro IRDR admitido em âmbito nacional mediante interposição da parte autora.

No julgamento houve interessante debate sobre a nova ferramenta processual, seus requisitos e critérios de admissibilidade, inclusive discussão sobre o cabimento de interposição de IRDR vinculado a processo oriundo dos Juizados Especiais Federais.

Nesse debate, a atuação da advogada mostra-se de importância singular na construção da jurisprudência pátria e no convencimento dos nobres desembargadores, todos debruçados na construção de um sistema processual mais racional e na administração da Justiça com segurança jurídica e isonomia.

Assista a íntegra da sessão através do seguinte link:

http://www2.trf4.jus.br/trf4/controlador.php?acao=tela_trf4_reproduzir&id_video=936

 

 

Deixe uma resposta